Análise das Demonstrações Financeiras

As atividades empresariais envolvem recursos financeiros e orientam-se para a obtenção de lucros. Os recursos investidos na empresa pelos proprietários (capital próprio – Patrimônio Líquido) e por terceiros (capital de terceiros – Passivo Exigível) encontram-se aplicados em ativos empregados na produção e/ou comercialização de bens ou na prestação de serviços.

As receitas obtidas com as operações devem ser suficientes para cobrir todos os custos e despesas incorridos e ainda gerar lucros. Paralelamente a esse fluxo econômico de resultados, ocorre uma movimentação de numerário que deve permitir a liquidação dos compromissos assumidos, o pagamento de dividendos e a reinversão da parcela remanescente dos lucros.

Para poder sobreviver e prosperar, uma empresa precisa satisfazer seus clientes. Ela deve, também, produzir e vender produtos e serviços obtendo um lucro. Para poder produzir, ela precisa de muitos ativos – fábrica, equipamentos, escritórios, computadores, tecnologia, etc. A empresa precisa decidir quais ativos comprar e como pagar por eles.

Uma das ferramentas imprescindíveis a tal administração é a análise periódica das demonstrações financeiras. Interessante que tal análise não compreende só a empresa administrada em si, mas também clientes e fornecedores, visando avaliá-los para efeitos de concessão de crédito ou para contratação eficaz, medindo o desempenho econômico e financeiro.

Dentre as análises relevantes, destacam-se o endividamento, liquidez, solvência, rentabilidade, produtividade, rotatividade e outras avaliações setoriais. Este trabalho tende a ser relegado a simples cálculos, mas é necessário que o analista procure, além da simples percepção dos números, uma avaliação mais específica para os objetivos da análise em si.

De nada adianta, por exemplo, considerar um alto nível de rentabilidade, se a liquidez está crítica, ou se as dívidas de curto prazo, apesar de baixas, somadas às dívidas de longo prazo, excedem o valor dos ativos.

Recomenda-se que a análise das demonstrações financeiras seja orientada para seus objetivos, ponderando as variáveis de risco mais críticas ou efetuando análises mais específicas (mesmo que não usuais).

Conheça uma obra específica voltada a análise das demonstrações financeiras, escrita pelo consultor, contabilista e professor Reinaldo Luiz Lunelli:

Guia Prático para Avaliação e Indicadores das Demonstrações Contábeis! Aspectos Práticos e Exemplificadas de Análises Financeiras. Com linguagem acessível, a obra facilita ao usuário a análise de balanços, mostrando as principais técnicas e cuidados necessários a serem tomados no momento da realização das análises. Explicações detalhadas e exemplificadas! Clique aqui para mais informações.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s